NunoCrato01“A saúde, a educação primária, a educação superior e a formação melhorou. Isto é importante porque têm sido as áreas em que se tem falado mais que as coisas estão difíceis" , afirmou esta quinta-feira o ministro Nuno Crato, titular da pasta da Educação, numa síntese à actuação do Governo naquelas áreas, durante as jornadas conjuntas do PSD e do CDS-PP, em Portalegre. Reconhecendo que "há dificuldades", este governante destacou ainda assim:  "Nós melhorámos na educação, nós melhorámos na saúde”.

Para fundamentar o seu discurso, Nuno Crato recorreu aos dados apresentados pelo “Economic World Fórum”, referentes a 2014. Nestas estatísticas, Portugal aparece em quinto lugar como país que “tem o menor número de dias necessários, em simplificação administrativa, para começar um negócio". "Só há quatro países que estão acima de nós. Isto é absolutamente extraordinário”, expressou o ministro.

Na mesma compilação, que reúne “mais de 140 países”, Portugal ocupa a 33ª posição na “qualidade da educação básica”, sublinhou Crato, traçando um paralelo com os quatro anos anteriores: “A nossa educação básica nestes momentos de grandes dificuldades (2011, 2012, 2013 e 2014) melhorou significativamente. É uma melhoria muito significativa que todos nós devíamos de estar orgulhosos”.

“É pena que todas as forças políticas não olhem isto como um resultado importante para o país”, acrescentou.

Nuno Crato concluiu a sua intervenção frisando que o país caminha no sentido de se apresentar “cada vez mais” como um país “moderno”, “muito civilizado”, com jovens “muito bem formados” e “muito competitivo na arena económica internacional”.

Pin It