CoralTatoo-02Banda de rock português,  já estão aí os Coral Tattoo, actualmente a trabalhar em redor da gravação do seu primeiro EP, algo que tem vindo a acontecer nos famosos estúdios Black Sheep, em Sintra

. O canal de Cultura do portal LusoNotícias foi convidado a testemunhar os primeiros passos da banda e a ouvir em primeira mão alguns temas que irão compor o seu primeiro trabalho e as primeiras impressões foram particualrmente positivas, ficando porventura um sabor a pouco pela vontade de querermos mais.

Os Coral Tattoo nasceram em apenas duas horas no início de Novembro de 2017. Bastou um único telefonema entre o vocalista João Pedreira (até agora com carreira a solo) e Sérgio Martins (baixista dos Dona Elvira) para iniciar esta nova banda. Mais um telefonema e o produtor Mário Vieira Peniche (ex-músico de João Pedro Pais, Zealots, Lado a Lado com Mafalda Veiga…) não hesitou em entrar a bordo desta nova aventura musical. Seguiu-se o telefonema para Zé Vilão (antigo elemento dos Peste e Sida, Sérgio Godinho, entre outros) e Rodrigo Domingues (ex-teclista dos Disaffected) e começaram os trabalhos. A eles viria a juntar-se Lee An, guitarrista oriunda das Black Widows.

No espaço de um mês e meio os temas que irão compor o primeiro EP da banda estão prontos e em Dezembro começaram as gravações no Black Sheep Studios. O João ficou a cargo das letras e o Sérgio e o Mário arrancaram com a composição musical e a produção das primeiras versões. A partir daí tudo arrancou a uma velocidade vertiginosa. “Sem darmos por isso já estávamos a marcar estúdio para gravar as versões finais dos temas que irão fazer parte do nosso primeiro EP”, confessa Sérgio Martins.

Os Coral Tattoo procuram uma sonoridade marcadamente Rock, puxando muitas vezes para registos mais pesados mas sem nunca perder uma acentuação melódica cativante. E introduzem factores de modernidade inegáveis, como que brincando entre as raízes do Rock e sonoridades do Pop, muitas vezes cruzando-se com a crueza do Punk. As letras não procuram uma pseudo-intelectualidade, antes pelo contrário focam situações concretas da vida de uma forma muito visual, quase gráfica e cheia de força, muito “por culpa” da tonalidade que a voz do João Pedreira lhes consegue imprimir. Há uma certa crueza propositada e que muitas vezes puxa uma mensagem contestatária, por vezes menos óbvia mas sempre acutilante e presente. 

CoralTatoo-03

“Queremos deixar uma marca forte no panorama musical português actual a cantar em português e a brincar com diversas sonoridades na nossa composição musical. Foi por isso que juntámos um grupo de músicos experientes. E como o foco dos Coral Tattoo é tocar ao vivo e fazer estrada por este País fora, o João e eu decidimos de imediato rodear-nos de profissionais com uma visão muito clara e com espírito de missão”, diz o baixista Sérgio Martins, acrescentando: “Não pararemos porque queremos que a nossa música e as suas mensagens sejam ouvidas em larga escala.”

Em paralelo à gravação em estúdio, os Coral Tattoo estão já a preparar o seu primeiro vídeo-clip, um clip que não deixará ninguém indiferente pela enorme carga emocional que está a ser desenhada. Este primeiro clip, promete a banda, soltará o mote para o futuro dos Coral Tattoo, mensagens fortes e nem sempre cómodas, mas muito necessárias.

Com edição prevista para os primeiros meses de 2018, as gravações preencheram o mês de Janeiro, sendo que, mesmo antes disso já os Coral Tattoo prometiam fazer algum barulho nas redes sociais para se irem dando a conhecer. Site, Facebook, Twitter e Instagram têm vindo a dar os primeiros sinais de actividade, numa altura em que também a tour de apresentação já está a ser organizada em conjunto com vários parceiros que também já se juntaram à banda.

Entretanto, e porque nem todos tiveram o privilégio de poder espreitar os primeiros passos dos Coral Tattoo, a verdade é que também no Youtube a banda possui já canal próprio onde é possível sentir um pouco do pulsar deste novo som que aí vem. Nós, que até assumimos a expectativa, levantamos também aqui no LusoCultura a ponta do véu sobre a novo sonoridade que certamente haverá que preservar, como a qualquer Coral, e que se poderá mesmo colar à pele, ou não estivéssemos a falar de uma Tatoo... eis os Coral Tattoo...

http://www.youtube.com/watch?v=CS0-bQM-PGM

CoralTatoo-01

Pin It