vinho-tintoBairrada, Monção e Melgaço e Reguengos de Monsaraz conhecem no dia 24, em Jerez de la Frontera, Espanha, a decisão final sobre as candidaturas a Cidade Europeia do Vinho 2015 . Antes, cada candidatura disporá de 10 minutos para uma apresentação final.

Os leitores do LusoNotícias foram claros na sua escolha. Durante o mês de Outubro, o nosso jornal colocou online a pergunta “Na sua opinião, quem deve representar Portugal na "Cidade Europeia do Vinho 2015?”. Reguengos de Monsaraz recolheu resposta favorável de 71,2% dos participantes no inquérito, Monção - Melgaço 19.7% e Cantanhede 9.1%.

Iniciativa da Rede Europeia das Cidades do Vinho (RECEVIN), o concurso Cidade Europeia de Vinho visa distinguir, anualmente, uma cidade símbolo do desenvolvimento vitivinícola europeu, tendo um carácter rotativo entre os diversos países que fazem parte da rede. Segundo a ordem estabelecida, o evento já passou por Portugal (Palmela), Itália (Marsala) e Espanha (Jerez de la Frontera).

O programa apresentado pela cidade candidata tem obrigatoriamente uma dimensão europeia e deve explorar as suas singularidades e demonstrar criatividade, tendo em conta os seguintes critérios: reforçar as actividades de sensibilização que valorizam a cultura do vinho; promover a participação do máximo número de agentes económico-sociais do território; consolidar os vínculos entre essa região e as restantes regiões de vinho europeu; criar um projecto catalisador para o desenvolvimento da cidade.

vinho.cantanhede

Cantanhede: A excelência da Bairrada

Na região da Bairrada, os municípios de Cantanhede, Anadia, Mealhada, Águeda e Oliveira do Bairro estão juntos para promover e divulgar a excelência dos vinhos da Bairrada. A candidatura conta com mais de 70 eventos previstos, num orçamento que "ronda os cinco milhões de euros", números oficiais.

Num esforço de última hora, os responsáveis das instituições promotoras da candidatura da Bairrada vão apresentar, no dia 20, o contornos do projeto no Biocant Park, em Cantanhede, no decurso de um encontro de presidentes das Câmaras Municipais de Anadia, Águeda, Aveiro, Cantanhede, Coimbra, Mealhada, Oliveira do Bairro e Vagos, bem como de representantes de outras entidades parceiras, entre as quais o Turismo Centro de Portugal, a Comissão Vitivinícola da Bairrada, a Associação Rota da Bairrada, a ViniBairrada e a Confraria dos Enófilos da Bairrada.

moncao

Monção e Melgaço: A marca da casta Alvarinho

Para os municípios de Monção e Melgaço, a candidatura significa projetar o vinho verde de Alvarinho como marca da oferta enoturística da região. Sessenta e sete atividades programadas e um orçamento a rondar os quatro milhões de euros.

Como embaixadores, a candidatura minhota conta com nomes relevantes no campo gastronómico, Chefe Victor Matos, na arquitetura, Álvaro Siza Vieira, na enologia, Anselmo Mendes, na arte, Joana Vasconcelos, e na música, maestro Rui Massena.

Vinhas 23

Reguengos de Monsaraz: Liderança na produção e Património Mundial

Nesta candidatura a Cidade Europeia do Vinho, Reguengos de Monsaraz conta com dois trunfos – o concelho e a região Alentejo são líderes na produção vitivinícola e o estatuto Património Mundial das duas cidades associadas, Évora e Elvas.

A produção de vinho é o principal sector da economia local, com uma faturação de 40 a 45 milhões de euros na totalidade de todos os produtores. Reguengos de Monsaraz agenda uma vasta programação para o ano de 2015, que inclui formação na área dos vinhos aos agentes económicos locai, sinalização turística dos enoturismos locais, criação de um espaço denominado “Vinho com Arte”, observações astronómicas com provas de vinho. A oportunidade poderá ainda abrir caminho para que o concelho organize e receba iniciativas como: Congresso Internacional da Vinha e do Vinho; Encontro Europeu de Confrarias Enogastronómicas; Congresso Internacional das Polifonias.

Pin It