Veneno enviado a Obama vale prisão para suspeito

Veneno enviado a Obama vale prisão para suspeito

As autoridades dos EUA prenderam um indivíduo que apontam como o suspeito de ter enviado uma carta com veneno para Barack Obama

EUA-CasaBrancaUma carta enviada esta quarta-feira para o presidente norte-americano, Barack Obama, continha no seu interior um pó branco granulado que se veio a apurar ser ricino , uma substância que pode ser letal se ingerida ou inalada. Verificada essa carta na triagem à entrada da Casa Branca, em Washington, as autoridades dos EUA avançaram de imediato com uma investigação rápida para profunda e minuciosa, tendo já avançado para a detenção de um suspeito que, ao que tudo indica, terá enviado a referida carta a Obama.

Depois do atentado bombista da passada segunda-feira em Boston, por ocasião da Maratona daquela cidade norte-americana, em que dois engenhos explodiram e outros dois terão sido inactivados pelas forças policiais, foram já detectadas embalagens suspeitas em outros locais dos EUA, nomeadamente no Capitólio, uma situação que mantém o país em estado de alerta máximo. Esta atenção reforçadíssima terá permitido detectar já algumas cartas com ricino enviadas a elementos do Senado norte-americano e agora também ao Presidente dos EUA.

Entretanto, e ainda a propósito do atentado de Boston, as autoridades norte-americanas continuam a interrogar um suspeito que terá sido filmado momentos antes das explosões a deixar um saco no local em que os engenhos explosivos viriam a ser detonados. Ainda assim, não há certezas de que o suspeito que está a ser ouvido em Boston tenham algo a ver com as explosões, motivo que terá obrigado as autoridades dos EUA a recuarem, desmarcando uma conferência de Imprensa que chegou a estar marcada para o final da tarde de hoje em Boston.

Share

Copyright © 2012 LusoSaber - Todos os direitos reservados.