Agarrem-se ao peixe!

Agarrem-se ao peixe!

Somos mais conhecidos pelo bacalhau, que nem é nosso, do que pelos robalos, chernes ou sargos...

PeixePescadoHá tempos atrás li uma crónica no semanário “Expresso” onde o insuspeito gourmet José Bento dos Santos explicava que, sendo amigo dos maiores Chefes, todos, sem excepção, lhe diziam que o melhor peixe do mundo era o português . Uma oferta da natureza, é verdade, não mérito nosso, sabemos isso, mas os países que foram brindados com petróleo também nada fizeram para receber essa autêntica lotaria.

O que mais é triste nesta história é que Portugal não saiba tirar partido dessa dávida. Primeiro, o “estratega” que dirige presentemente os nossos destinos na presidência da República desmantelou a frota de pesca nacional, num abrir-e-fechar-de-olhos, a troco de uns milhões de euros que serviram para construir autoestradas e ganhar eleições. Depois, os homens que são responsáveis pela nossa promoção no mundo, que são pagos por todos nós para venderem o país no exterior, lembram-se de tudo menos de puxar por uma das poucas coisas em que somos únicos: a qualidade do nosso peixe e o saber dos muitos que o grelham como ninguém. Curiosamente, somos mais conhecidos pelo bacalhau, que nem é nosso, do que pelos robalos, chernes ou sargos que fazem as delícias de quem nos visita.

Um país que não sabe tirar partido dos seus pontos fortes só pode mesmo andar a levar “pancada” num mundo cada vez mais competitivo e selvagem. Com exemplos como este, e muitos outros poderiam ser referidos, onde está a admiração?

JaimeCAbreu

Jaime Cancella de Abreu

Share

Copyright © 2012 LusoSaber - Todos os direitos reservados.