FIA Lisboa 2013 recebeu 100 mil visitantes

FIA Lisboa 2013 recebeu 100 mil visitantes

Em apenas nove dias, cerca de 100 mil pessoas passaram pelos três pavilhões da FIL num Salão que comemorou 25 anos

FIA2013-03Na edição em que comemorou 25 anos de existência, a FIA Lisboa, maior feira do artesanato da Península Ibérica e segunda maior feira Europeia do sector, recebeu 99.593 visitas , em linha com o que eram os objectivos iniciais da organização que esperava receber cerca de 100 mil visitantes. O certame, que se estendeu por 3 pavilhões da FIL, reuniu várias centenas de artesãos nacionais e internacionais, potenciando num espaço rico em artesanato, gastronomia, cultura e manifestações etnográficas, a sustentabilidade das economias locais e riqueza do património material e imaterial dos povos, quer por via do espaço de exposição, quer através das várias conferências, workshops, ateliers, espectáculos de música e dança, e muitas outras animações que decorreram.

Cabo Verde, enquanto País Convidado da FIA Lisboa 2013, reflectiu esse mesmo propósito trazendo a Lisboa peças artesanais que caracterizam a cultura deste arquipélago, mas também dando a conhecer o seu turismo, folclore e tradições com várias iniciativas que incluíram ateliers de pintura com David Levy Lima e de viola com Armando Tito, actuação de grupos de danças infantis, desfile de “Kolá San Jon”, Batucadeiras “Finka Pé”, actuação grupo musical “Morabeza” e ainda uma conferência sobre “Oportunidades de Investimento em Cabo Verde – Economias Criativas".

FIA2013-02A Embaixada de Cabo Verde, responsável pela participação do país no certame, em colaboração com a organização da FIA Lisboa, aproveitou ainda a ocasião para apresentar a candidatura da típica canção cabo verdiana, a morna, a Património Imaterial da Humanidade. O primeiro-ministro de Cabo Verde, José Maria Neves, e o ministro da Cultura, Mário Lúcio, estiveram presentes neste momento marcante para o povo cabo verdiano.

Além de Cabo Verde, também países como a Alemanha, Cuba, Equador, França, Indonésia, Itália, Mali, Moçambique, Perú, Reino Unido, Senegal, Tunísia, Ucrânia, Zimbabwe, Brasil, China, Egipto, Espanha, Índia, Irão, Kosovo, Marrocos, Nepal, Polónia, Quénia, Ruanda, Tailândia, Turquia, Vietname, Japão e Suíça, estiveram representados na FIA Lisboa 2013.

No total o salão registou a presença de mais de 600 expositores, oriundos de cerca de 40 países. No Pavilhão 1, dedicado ao artesanato nacional, reuniram todas as regiões nacionais que deram mostras da vitalidade do sector e da diversidade das artes e ofícios artesanais produzidos em Portugal.

Com o objectivo de valorizar o trabalho dos artesãos e promover a sustentabilidade das economias locais através da promoção das práticas artesanais, a Fundação AIP, através da AIP – Feiras Congressos e Eventos e o CENA – Conselho Estratégico Nacional do Artesanato, promoveram a Entrega de Prémios do Concurso de Artesanato FIA - Lisboa 2013, distinguindo os artesãos expositores com a Melhor Peça de Artesanato Tradicional, entregue a Fernando Alberto Miguel, autor da peça ‘Alegoria ao nascimento, vida e morte de Cristo’, e Contemporâneo, atribuído a Fernando Jorge Felgueiras Ribeiro, autor da peça ‘Flôr’.

FIA2013-01O júri distinguiu ainda com a atribuição de menções honrosas as peças ‘Cama de bebé’, de Abílio da Costa Pereira, ‘Moinho em xisto’, de Aloísio Moreira da Rocha, e ‘Colcha de Parras’, de Marta Alexandra Teixeira da Cruz, na categoria Peça de Artesanato Tradicional, e as peças ‘Eugénio da Lâmpada’, de Carlos Sérgio Martinho da Silva, ‘Mocho’, de Paula Cristina Tomás Freitas, e ‘Colar Translucidez’, de Raquel Filipa Rodrigues dos Santos, na categoria Peça de Artesanato Contemporâneo. Por seu lado, no âmbito do tema ‘A Arte de Trabalhar e Entrelaçar Fibras Vegetais’ mote de uma exposição no espaço do IEFP - Instituto de Emprego e Formação Profissional, a instituição promoveu também durante a FIA Lisboa a entrega do Prémio Nacional do Artesanato 2013.

Nesta edição, na categoria Artesanato Tradicional a Ceira Filtro de Azeite do artesão, Ilídio Augusto Paixão Serôdio, recebeu o 1º Prémio. O Júri atribuiu o 2º e 3º Prémios desta categoria, ao Cesto de Bicicleta, de Abílio da Costa Pereira, e ao Cesto de Vindima, do artesão Joaquim de Jesus Barbosa Ribeiro, respectivamente. Na categoria Artesanato Contemporâneo a Toalha de Mesa, da artesã madeirense Maria Cristina Duarte Oliveira Candeias conquistou o 1º Prémio. À peça Alma de Palha de António Jorge Dias, foi atribuído o 2º Prémio e o 3º Prémio viria a ser entregue a Mafalda Isabel Sardinha Mendes Lucas pelo candeeiro ‘Cruzamentos de Luz’.

Ao fim de 25 anos a promover a multiculturalidade dos povos a organização da FIA Lisboa continua a apostar na promoção deste sector, dos seus artesãos e produtos, encontrando-se já a trabalhar na próxima edição que se realizará em 2014.

Share

Copyright © 2012 LusoSaber - Todos os direitos reservados.