"Brincadeira" mata três universitários em Braga

"Brincadeira" mata três universitários em Braga

Um desafio entre cursos definido como uma brincadeira terminou de forma trágica com a morte de três alunos da Universidade do Minho

MuroBragaUma "brincadeira" entre cinco estudantes da Universidade do Minho, junto ao campus de Gualtar, em Braga, terminou com a morte de três deles e mais dois feridos, um deles em estado grave , depois de um muro que alguns deles procuravam subir ter caído, num acidente de consequências trágicas que aconteceu, segundo fontes no local, quando os estudantes em questão respondiam a um desafio entre cursos, o qual implicava a subida do muro com cerca de dois metros de altura.

Alertado às 19h42, o INEM deslocou-se para o local do acidente, uma zona vizinha do campus académico com o referido muro que vedava um terreno descampado, e que até pelo mau estado em que se encontrava terá cedido ao peso dos jovens estudantes. Na sua edição online, o jornal Público refere a versão de uma fonte académica segundo a qual as vítimas mortais são todas alunos do curso de Informática da Universidade do Minho, instituição em cujas instalações as praxes estão interditas.

A equipa de intervenção psicológica e todos os meios do INEM de Braga foram mobilizados para o local, aonde acorreram também várias viaturas de corporações de bombeiros da cidade, tendo ainda sido chamados ao local do acidente os pais das vítimas. Ainda de acordo com o Público, foram identificadas no local pela Polícia Judiciária (PJ) algumas pessoas que terão testemunhado o acidente, havendo comentários no local que apontavam para a realização das referidas brincadeiras "no âmbito da praxe", um aspecto que, todavia, carece ainda de confirmação.

À agência Lusa, a PSP de Braga informou que vai participar o acidente ao Ministério Público, a quem caberá dar seguimento ou arquivar o caso, de acordo com o resultado das investigações.

Da parte da Universidade do Minho, um comunicado emitido já a meio da noite, assinado pelo reitor António Cunha, lamenta o sucedido e exprime a solidariedade para com todos os que foram afectados por estra tragédia, apresentando "às famílias dos estudantes falecidos as suas mais sentidas condolências".

Da parte do Município de Braga, o presidente da Câmara, Ricardo Rio, deu já a indicação para que o muro que ruiu e provocou a morte dos três estudantes seja alvo de uma peritagem técnica amanhã, quinta-feira, para averiguar as causas efectivas do acidente.

Share

Copyright © 2012 LusoSaber - Todos os direitos reservados.