"UHF - 300 Canções"... a música em memória!

"UHF - 300 Canções"... a música em memória!

O Cine-teatro D. João V, na Damaia, foi palco para uma viagem por 35 anos de carreira de uma das bandas mais icónicas da música portuguesa

DSC01449Com a digressão "UHF - 300 Canções" iniciada a 30 de Outubro, data comemorativa dos 35 anos do lançamento do single "Cavalos de Corrida", os UHF apresentaram o retrato de 37 anos de músicas , histórias e momentos. "Cavalo de Corrida, "Matas-me Com o Teu Olhar" e "O Vento Mudou" foram apenas alguns dos temas inseridos na apresentação de regresso dos UHF em palco na cada vez mais aplaudida sala do Cine-teatro D. João V na Damaia.

PUB

No dia anterior ao seu lançamento a Sociedade Portuguesa de Autores fazia questão de relembrar e prestigiar os 37 anos de carreira ininterrupta de António Manuel Ribeiro e enaltecer a perfeita relação entre a sonoridade rock dos UHF e a qualidade poética do seu nome mais emblemático e líder da banda, atribuindo lhe a "Medalha de Honra da SPA". Entretanto, em palco, das 300 músicas que fazem parte do reportório dos UHF, entre as reconhecidas por qualquer ouvido atento e as dignas do ouvido de quem os segue por estas estradas, houve lugar para todos os requintados gostos.

Primeiro a um ritmo lento, como se de uma entrada tratasse, foi possível aquecer as vozes e entrar no ritmo. Aos poucos e poucos os temas mais conhecidos foram sendo desvendados e o ritmo aumentado. Do lado de cá, na sala completamente esgotada, identificavam-se vários grupos, fiéis seguidores que com a camisola vestida iam provocando António Manuel Ribeiro e a restante banda. Neste espírito tão familiar podia-se facilmente observar a relação próxima entre o público e a banda que ao incluir por vezes músicas esquecidas pelo tempo tinha consigo o cuidado de introduzir cada momento.

DSC01457DSC01450DSC01451DSC01470

Da colectânea com o mesmo nome da digressão "UHF - O Melhor de 300 Canções", produzida por António Manuel Ribeiro, masterizada por Rui Dias no Estúdio MM na Costa da Caparica e editada pela AM.RA, com misturas finais dirigidas por João Martins no Estúdio Ponto Zurca em Almada, pode-se encontrar dois discos intitulados de "O Rock", que reúne 21 singles da banda, e "E o Roll", composto por 14 êxitos e dois temas inéditos, dos quais mais de uma dezena foram apresentados na Damaia.

Aproveitando a disponibilidade do público para absorver a apresentação que ia sendo feita também existiram momentos de exposição por parte de António Manuel Ribeiro que tentava sempre que possível reforçar a importância da existência de artistas e do seu orgulho por fazer parte de Portugal.

Das quase 2 horas de concerto ainda fez parte o encore final onde através de um mendley foi ainda possível passar por uma mão cheia de temas e finalizar com um dos mais reconhecidos do seu trabalho "Rua do Carmo". Depois, já no exterior do local do concerto, foram ainda muitas as pessoas que se agruparam para mais um pequeno momento de convívio com a banda portuguesa, reconhecida pela seu excelente percurso.

texto: Teresa Nicolau
fotos: Bruno Marta

DSC01471DSC01463DSC01465DSC01468DSC01473

Share

Copyright © 2012 LusoSaber - Todos os direitos reservados.