Palma e Godinho "juntos" com amizade
Hoje é Quarta-Feira, 22 de Novembro de 2017

Palma e Godinho "juntos" com amizade

As noites dos Coliseus de Lisboa e Porto foram marcadas pela qualidade da música dos amigos Jorge Palma e Sérgio Godinho

JC 38725Ser amigo é ser cúmplice, conhecer aquele que está ao nosso lado, dar-lhe a mão quando é preciso e saber que o amigo está ali sempre , e Jorge Palma e Sérgio Godinho, nos palcos dos coliseus de Lisboa e do Porto, em quatro noites, mostraram isso mesmo, uma amizade construída na música ao longo de anos retratada nestes espectáculos construídos em cima de um trabalho conjunto.

PUB

O DVD "Juntos ao vivo no Theatro Circo em Braga" foi um ponto de partida para estes espectáculos, mas houve tempo e oportunidade para algumas saídas para fora da caixa em busca da surpresa junto do público que não regateou aplausos a estes dois nomes ímpares da música portuguesa nas últimas quatro décadas.

Na primeira destas noites dos coliseus, vivida em Lisboa e que pudemos acompanhar, Jorge Palma e Sérgio Godinho tardaram a agarrar o público, porventura por força de uma entrada em palco algo fria e pelas características de cada um dos protagonistas em palco.

Num concerto que viria a prolongar-se por duas horas e meia e com três "encores" (!!!), o público tardou a acordar, também por força do alinhamento escohido pelos dois cantautores que deixaram os seus temas eternos para a segunda metade a noite, mas a verdade é que no final do concerto o público já cantava a aplaudia de pé e se as músicas continuassem, que viessem mais cinco pois também os aplausos continuariam pela noite dentro.

JC 38726JC 38729JC 38734JC 38739

Com gente de todas as gerações no plateia do Coliseu dos Recreios, desde a malta mais nova até aos seniores de idade mas igualmente jovens na forma como vibraram com as músicas que sabiam de cor, Jorge Palma e Sérgio Godinho acabaram por conseguir uma boa comunicação com aqueles que nunca deixaram de trautear os temas vindos do palco.

Com temas como "Dá-me lume", "Elixir da eterna juventude" ou "Deixa-me rir", aqueles que tardaram a render-se ao espectáculo acabaram por deixar cair quaisquer reticências e os aplausos surgiram. Depois, já na fase final da noite, outros temas permitiram reforçar a união entre Palma e Godinho e o público que por três vezes festejou o regresso da música ao palco.

JC 38744JC 38749JC 38751JC 38757

Mesmo depois de "O último dia do resto da tua vida", que poderia muito bem ter sido o último tema, houve tempo ainda para "Encosta-te a mim" ou "Com um brilhozinho nos olhos", deixando este último tema a deixa para que todos pudessem deixar a mítica sala do Coliseu com esse mesmo brilhozinho, que só aparece nos olhos do público quando o agrado é indiscutível e até se ignoram pequenos problemas no som que por vezes importunaram o concerto.

No final daquela primeira noite no Coliseu de Lisboa, depois de Jorge Palma, muitas vezes sentado ao piano, e Sérgio Godinho, com a qualidade de sempre, terem permitido um passeio por quatro décadas da carreira de ambos, ficou a certeza de que há ainda muita estrada para caminhar ao ritmo de todas aquelas músicas e certamente muitas outras que ainda possam vir.

texto: Jorge Reis
fotos: Jorge T. Carmona

JC 38760JC 38761JC 38778JC 38784JC 38807JC 38813JC 38819JC 38821

Share

Copyright © 2012 LusoSaber - Todos os direitos reservados.