FMI pede "vigilância apertada"

FMI pede "vigilância apertada"

O Fundo Monetário Internacional quer "evitar surpresas negativas e proteger os contribuintes no futuro"

fmiO Fundo Monetário Internacional pediu “vigilância apertada” aos supervisores, diferentes autoridades e à banca, para evitar “surpresas negativas”, após a queda do Banif e do BES .

PUB

Num relatório revelado depois de concluída a terceira missão de monitorização pós-programa de ajuda externa, o FMI afirmou que “os eventos recentes demonstram a necessidade de continuar a criar esforços para promover a rentabilidade dos bancos, a qualidade dos seus activos e a sua governança”.

Com o intuito de “evitar mais surpresas negativas e proteger os contribuintes no futuro”, o FMI exigiu uma vigilância mais apertada aos supervisores, autoridades e aos próprios bancos que devem “fortalecer os seus balanços”.

Para a instituição liderada por Christine Lagarde, os reguladores e accionistas devem “melhorar a governança da banca, identificando e dirigindo-se aos problemas desde cedo”.

O Fundo disse ainda que “o processo de selecção e indicação dos membros dos conselhos de administração deve ser revisto para garantir que, além de cumprir certos requerimentos, os nomeados são incentivados a fazer operações mais rentáveis e a um maior ritmo”.

texto: João Carreira

Share

Copyright © 2012 LusoSaber - Todos os direitos reservados.