Angola pede ajuda ao FMI

Angola pede ajuda ao FMI

Este é o segundo pedido de ajuda internacional no total de sete anos por parte do Governo Angolano

joseeduardodossantosAngola pediu ajuda ao Fundo Monetário Internacional com o intuito de reformar a economia do país .

PUB

Este é o segundo pedido de ajuda externa em sete anos por parte do Governo angolano, sendo que o Ministério das Finanças justificou o pedido com a necessidade de aplicar políticas macroeconómicas e reformas estruturais que diversifiquem a economia e respondam igualmente às necessidades financeiras de Angola.

"Com o objectivo de desenhar políticas macroeconómicas e reformas que restaurem o crescimento económico forte e sustentável, de fortalecer a moldura institucional que suporta as políticas económicas, de lidar com as necessidades da balança de pagamentos, e manter um nível adequado de reservas internacionais, o governo pediu o apoio do FMI para complementar a atempada resposta ao declínio dos preços do petróleo", pode ler-se no comunicado do Ministério das Finanças de Angola.

O valor da assistência financeira não foi referido, contudo é possível verificar que o compromisso passa por aumentar a transparência das contas públicas, uma maior diversificação económica e passa também pela promessa de um reforço da aposta nas áreas da agricultura, pescas, minas, educação, serviços financeiros, água, serviços básicos e saúde.

"O governo está (...) empenhado nos objetivos da diversificação económica expostos no Plano Nacional de Desenvolvimento 2013-2017 e considera que a preservação da estabilidade macroeconómica e a implementação de uma agenda de reformas estruturais ambiciosa são elementos essenciais para a estratégia de obtenção destes objetivos", diz o Executivo.

texto: João Carreira

Share

Copyright © 2012 LusoSaber - Todos os direitos reservados.