Sumol Summer Fest aquece Ericeira

Sumol Summer Fest aquece Ericeira

Nem o frio afastou a energia e público de mais um Sumol Summer Fest que propõe este ano um cartaz com cinco grandes artistas por dia

JC 46860Começou esta sexta-feira, 24 de Junho, a oitava edição do Sumol Summer Fest, festival de música que assume o privilégio de, em dois dias, juntar o que preenche o verão de qualquer jovem : boa música, praia e diversão com os amigos. No arranque, nem o frio afastou a energia e o público de mais uma edição deste festival que propôe um cartaz com cinco grandes artistas por dia, além de vários pontos de animação no recinto que prometem encher estes dois dias com muita música e "Boa Onda".

PUB

O parque de campismo da Ericeira abre portas neste dias a centenas de jovens que não perdem a oportunidade de se instalar e de usufruir de todos os espaços do recinto que incluem dois palcos, o palco principal da Sumol e o palco Sound Academy, uma vip lounge da Sumol, além de vários pontos de vendas e uma zona de demonstrações de desportos radicais patrocinada pela Moche.

Quanto à primeira noite do evento, esta começou pontualmente, embora com pouca audiência para receber o primeiro grupo da noite os "Trevo".

Este projecto, de Gonçalo Bilé, Ivo Palitos e Ricardo Pires, apresenta uma grande abrangência de estilos musicais que passam pelo punk, reggae e até rock. O seu single de apresentação recentemente lançado — "Quero-te mais que uma semana" — conquistou o público presente e menos familiarizado com a sua música.

Tinham a missão de "aquecer a noite" e assim o fizeram, mesmo que tenha sido para um pequeno grupo que se mostrou bastante entretido com este grupo divertido e que gosta de interagir, sem dúvida um grupo que merecia ter tido a oportunidade de tocar para um público maior.

JC 46847JC 46848

JC 46849 JC 46850
JC 46851 JC 46853

JC 46856JC 46854

Tiago Lopes, mais conhecido por Regula, deparou-se com um recinto já mais composto para ouvir o seu Hip-Hop."Kara Davis" e o mais recente "Casca Grossa" foram temas que marcaram o concerto e onde o público não hesitou em cantar as rápidas rimas de Regula. Alguns convidados preencheram a sua apresentação, com o rapaz dos Olivais a mostrar que tem já um público fiel que se revê nas suas letras, as quais não dispensam o uso do vernáculo e as grandes batidas de hip-hop capazes de fazer estremecer o recinto. Regula foi criando o seu nome através da Internet, bem como nos espaços noturnos mais badalados da cultura Hip-hop e R&B, sendo hoje, onde quer que toque, um verdadeiro acontecimento. O Sumol Summer Fest não foi exceção.

A quebrar a excelente pontualidade e organização do festival chega nesta primeira noite, um pouco atrasada, Azealia Banks, rapper norte americana que começou a ganhar notoriedade em 2011 e 2012 com o seu primeiro single "212". O cruzamento dos estilos house, electronic e hip-hop tornam a sua música mais dançável e capta muito o público que lentamente se foi juntando para criar uma audiência um pouco maior que as dos artistas anteriores. Com o público já animado pelas outras actuações, Azealia manteve o espirito festivaleiro ao rubro, marcando a diferença por ser a única artista feminina da noite e a única a não cantar em português.

JC 46873JC 46855

JC 46864 JC 46866
JC 46870 JC 46872

JC 46876

Na interacção com o público, Azealia mostrou-se muito animada por estar em Portugal e no seu concerto não faltaram coreografias onde a própria participou, provando que não são apenas as rápidas rimas que consegue cantar que a definem mas também a forma como se entrega à interpretação dos temas. Muitos jogos de luzes e panos de fundo sempre variados acompanharam o alinhamento no qual não faltaram músicas do mais recente álbum "Broke with Expensive Taste".

A noite vai já cerrada mas a música e alegria do festival promete continuar ainda por mais algumas horas, pelo menos a ter em conta os nomes fortes para o encerramento deste primeiro dia, nomeadamente Gabriel O Pensador e Nélson Freitas, que certamente irão ainda dar motivos para dançar e bater o pé a todos os festivaleiros que nem sequer irão sentir o frio da brisa marinha. Sobre isso, porém, daremos conta mais tarde no próximo golo do nosso Sumol que este ano se revela particularmente saboroso... musicalmente falando naturalmente!

texto: Margarida Adaixo
texto: Jorge T. Carmona

JC 46891

JC 46900 JC 46905

JC 46871JC 46927JC 46929

Share

Copyright © 2012 LusoSaber - Todos os direitos reservados.