Farmácias voltam a ter receitas electrónicas

Farmácias voltam a ter receitas electrónicas

O sistema de tratamento informático de receituário nas farmácias este parado durante três dias mas já está operacional

farmaciaDepois de três dias em que as farmácias estiveram impedidas de aceder ao sistema de tratamento electrónico das receitas médicas, tudo parece estar já em funcionamento a julgar por um comunicado da Associação Nacional de Farmácias (ANF) chegado ao final da tarde à redacção do portal LusoNotícias.

PUB

De acordo com o referido comunicado, “o processo de dispensa de medicamentos com recurso à receita eletrónica está totalmente normalizado”. Acrescenta ainda a ANF que esta entidade bem assim como os seus associados “continuarão a trabalhar em proximidade com o Ministério da Saúde de modo a que este instrumento tecnológico continue ao serviço dos portugueses e que os problemas técnicos recentes sejam definitivamente ultrapassados.”

Será bom recordar que a receita médica sem papel é obrigatória no SNS desde Abril deste ano. O problema é que o sistema que serve de base à receita sem papel, da responsabilidade dos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS), estava sem funcionar desde a passada terça-feira, o que impediu mesmo muitos utentes de conseguirem ter acesso à medicação prescrita pelo médico pela necessidade de várias visitas à farmácia até que o sistema validasse o respectivo receituário.

Um primeiro comunicado da ANF pretendeu deixar claro que as farmácias recusavam qualquer responsabilidade neste problema que estava a afectar inúmeros utentes do SNS, nomeadamente aqueles que apenas tinham um SMS, com o número da receita médica e o respetivo código de acesso, e que não puderam ser atendidos. Já os que possuíam uma guia de tratamento, outra das modalidades de receita sem papel em uso no SNS, puderam ter acesso ao respectivo receituário.

Fonte da ANF ao LusoNotícias mostrou-se entretanto convicta de que os problemas estão efectivamente ultrapassados pelo que toda a normalidade será reposta para bem dos utentes.

 

Share

Copyright © 2012 LusoSaber - Todos os direitos reservados.