Agitação do mar provoca alerta vermelho nos Açores

Agitação do mar provoca alerta vermelho nos Açores

O "pico" do mau tempo deverá acontecer amanhã, quinta-feira, estando prevista ondulação até aos 20 metros no grupo ocidental açoriano

ventoforteAs previsões de mau tempo e grande agitação marítima para as próximas horas no continente e em especial no Açores estão a causar apreensão às autoridades e populações que já começaram a agir preventivamente no sentido de evitar que os prejuízos materiais de situações anteriores se possam verificar de novo este ano.

PUB

Para já, as barras marítimas dos Açores, nomeadamente as barras das Lajes do Pico e da Madalena do Pico encontram-se encerradas, estando outras barras no continente igualmente condicionadas apenas à navegação de embarcações de grande porte que, ainda assim, nas próximas horas serão igualmente impedidas de sair para o mar como já está a acontecer com os barcos de pesca de menores dimensões.

É no entanto em redor dos Açores que as previsões apontam para a maior agitação marítima que deverá começar a fazer-se sentir já esta quarta-feira. O Instituto Português do Mar e da Atmosfera prevê ondas entre os 12 e os 20 metros de altura nas ilhas do grupo ocidental, Corvo e Flores, uma tempestade que está a motivar diversas acções de prevenção.

O aviso vermelho — o mais grave numa escala de três — está assim aplicado àquelas ilhas dos Açores para um período entre as 11h00 desta quarta-feira e as 02h00 de amanhã, uma faixa de tempo durante a qual a ondulação poderá mesmo atingir uma altura máxima de 20 metros.

Para além das ilhas do grupo ocidental, Corvo e Flores, o IPMA emitiu também um aviso vermelho devido à agitação marítima para as ilhas do grupo central — Faial, Pico, Terceira, São Jorge e Graciosa —, havendo a indicação que a altura máxima das ondas pode chegar aos 18 metros.

Em conferência de imprensa, Luís Sousa Pereira, director-geral da Autoridade Marítima, garantiu que esta é "uma situação para a qual a Marinha tem capacidade de resposta".

Share

Copyright © 2012 LusoSaber - Todos os direitos reservados.