800 jovens portugueses expulsos de Torremolinos

800 jovens portugueses expulsos de Torremolinos

Oitocentos estudantes finalistas do ensino secundário que viajaram até Espanha foram reenviados para Portugal após desacatos

HotelPuebloCaminoReal-01O excesso de álcool e comportamentos desordeiros foram as razões evocadas pelas autoridades espanholas que este sábado determinaram a expulsão de cerca de oitocentos jovens portugueses , estudantes do ensino secundário, encaminhados muitos deles ao longo do dia de hoje de autocarro para Portugal, desde Benalmádena, no hotel Pueblo Camiño Real, em Torremolinos, onde se encontravam em viagem de finalistas. A notícia, avançada inicialmente pelo jornal Correio da Manhã, mas também pelo jornal espanhol El País, foi entretanto confirmada pelo LusoNotícias junto de fonte da Direcção Nacional da PSP que, no entanto, continua a apurar todos os dados para se poder pronunciar oficialmente.

PUB

Apesar de estarem acompanhados por dois elementos da PSP, presentes em Espanha para facilitar a ligação com as autoridades espanholas e assim criar mais e melhores condições de segurança para estas viagens frequentes por parte dos estudantes portugueses nas férias da Páscoa, nem os agentes da PSP conseguiram evitar os incidentes e ao que conseguimos apurar terão sido vários os desacatos numa unidade hoteleira em que se encontrava a grande parte dos estudantes portugueses, tendo partido destes esses mesmos desacatos e comportamentos menos normais.

Segundo o jornal “El País”, que dá conta desta ocorrência também na sua edição online, os estudantes portugueses terão provocados danos numa unidade hoteleira de Torremolinos na ordem de alguns “milhares de euros”. A referida unidade hoteleira admite que existe um seguro da agência de viagens para este tipo de incidentes, circunstância normal neste tipo de organizações, mas garante que o mesmo “não é suficiente” para cobrir os danos.

Acrescenta o mesmo jornal “El País” que os jovens portugueses destruíram vários espaços do hotel, atiraram colchões pelas janelas, esvaziaram extintores nos corredores e chegaram mesmo a atirar um televisor para dentro de uma banheira, provocando assim danos na unidade hoteleira avaliados em “milhares de euros”.

HotelPuebloCaminoReal-02

À agência Lusa, o Secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro, explicou que os serviços consulares de Portugal “já dialogaram com as autoridades [espanholas] e encontram-se a acompanhar a situação”.

Depois de cerca de metade dos jovens estudantes portugueses terem sido expulsos da unidade hoteleira em que se encontravam ainda ontem, sexta-feira, os restantes receberam o mesmo tratamento já este sábado, pelo que deverão regressar a Portugal nas próximas horas.

Recorde-se que, por esta altura, são vários milhares os estudantes do ensino secundário que se encontram em diversas localidades do sul de Espanha, para onde se deslocam em viagens de finalistas. A este tipo de grupos de turistas, é comum os hotéis pedirem o pagamento de uma caução para eventuais danos materiais que possam ocorrer durante a estadia.

Share

Copyright © 2012 LusoSaber - Todos os direitos reservados.