A culpa não é dos jovens em Torremolinos

A culpa não é dos jovens em Torremolinos

A sociedade portuguesa tem que reflectir sobre a educação que (não) é dada aos jovens de hoje que são os adultos de amanhã

Policia-PirilampoO fim de semana foi marcado pela notícia da expulsão de quase um milhar (ou mais) de jovens portugueses de Torremolinos quando ali se encontravam em viagens de finalistas do ensino secundário , “miúdos” com idades entre os 17 e os 22 anos que, de acordo com as autoridades espanholas mas também a julgar pelos relatos da imprensa do país vizinho, terão vandalizado uma unidade hoteleira.

PUB

Os jovens descendentes da geração rasca, ou à rasca, que entretanto parece ter ultrapassado as crises e vive agora despreocupada, mandando os seus fihos aos milhares em "normais viagens de excessos, esses jovens seguem afinal a educação que lhes foi transmitida pelo que a culpa, garantidamente, não é deles!

Na televisão, em mais uma das várias reportagens que abriram blocos informativos, certamente num claro exagero dos jornalistas que estão a culpar os meninos que afinal nada fizeram, acabo de ouvir uma mãe de um finalista de Torremolinos dizer que é "normal" as brincadeiras e eles beberem demais, alegando que "também nós adultos damos o exemplo ao bebermos demais quando jantamos com amigos”...

Disse a senhora que se não quisermos que os jovens se portem assim devemos manda-los “para Fátima porque se eles forem rezar não fazem desacatos”...

Pessoalmente, duvido que esta mãe alguma vez tenha ido a Fátima e saiba do que fala, mas sabe certamente de educação, a educação que (não) recebeu e que entretanto (não) passou ao seu filho!

Excessos acontecem sim, mas aquilo de que se fala é muito mais do que apenas isso... é falta de educação, falta de formação, falta de civismo!

Quando uma mãe, a mesma mãe, diz que meter uma mesa de cabeceira com uma estátua dentro do elevador do hotel são "brincadeiras normais dos miúdos", esta senhora não sabe viver em sociedade e não se pode esperar que o seu filho e os demais filhos o saibam fazer.

Estes jovens de hoje são os hoolligans das claques de futebol de amanhã, são os (i)responsáveis que Portugal (não) vai ter nas empresas e no Estado, são o futuro da sociedade que estamos a criar em liberdade é cada vez mais libertinagem e em que o respeito pelo outro é um conceito que cada vez são menos aqueles que o conhecem. Alguém sabe ainda o que são valores e princípios?

JorgeReis

Jorge Reis

Share

Copyright © 2012 LusoSaber - Todos os direitos reservados.