Resistência em grande noite na Arena agora Altice
Hoje é Quarta-Feira, 22 de Novembro de 2017

Resistência em grande noite na Arena agora Altice

Em sexta-feira 13, os Resistência esqueceram superstições e assinaram um espectáculo de qualidade na Arena que de MEO passou a Altice

Resistencia002O grupo de músicos portugueses voltou a reunir-se este mês de Outubro para dois concertos que se revelaram memoráveis, o primeiro em plena sexta-feira 13, no agora rebaptizado Altice Arena , e no dia seguinte, 14 de Outubro no cada vez divulgado Pavilhão Multiusos de Guimarães. o canal de Cultura do portal LusoNotícias acompanhou o concerto em Lisboa, tendo tido a oportunidade de ouvir e recordar todos os êxitos que a mítica banda reuniu uma vez mais para o seu público, temas que podem ser apontados como verdadeiros marcos da história da música portuguesa.

PUB

Naquela que é actualmente a maior sala de espectáculos do país, que não resistiu a nova mudança de nome devido aos interesses comerciais e de imagem do seu novo patrocinador — depois de “Pavilhão Atlântico” e “MEO Arena”, estamos agora perante a “Altice Arena” — os Resistência cantaram e encantaram, permitindo uma noite memorável em Lisboa, apenas penalizada pelo facto da sala ter ficado apenas “meio cheia”, algo que se terá ficado a dever talvez pelo elevado preço dos bilhetes que oscilou entre os trinta e os setenta euros.

Quanto aos temas que os Resistência colocaram em alinhamento, acabou por ser fácil encontrar em 25 anos de história, canções que todos conhecemos, interpretadas por um coletivo pelo qual passaram, e continuam a passar, alguns dos maiores nomes da música portuguesa das últimas décadas. Em palco estiveram Alexandre Frazão (bateria), Fernando Cunha (voz e guitarra 12 cordas), Fernando Júdice (baixo), José Salgueiro (percussões), Mario Delgado (guitarra), Miguel Ângelo (voz), Pedro Joia (guitarra clássica), Olavo Bilac (voz) e Tim (voz e guitarra).

Pela noite fora foi possível recordar grandes temas e grandes autores nas interpretações de "Não Sou o Único", "Nasce Selvagem", "A Noite" ou "Amanhã é Sempre Longe Demais", a surgirem em palco as marcas indeléveis dos Xutos & Pontapés, Delfins, Zeca Afonso, Sitiados, Rádio Macau ou Heróis do Mar.

Resistencia004Resistencia001Resistencia003

Para assinalar este regresso ao palco, os Resistência trouxeram dois convidados especiais, nomeadamente Raquel Tavares e António Zambujo, que se confessaram particularmente sensibilizados e felizes por este convite. António Zambujo referiu mesmo em jeito de graça que os Resistência “simbolizam a primeira geringonça de sucesso em Portugal.”

Naquela que foi claramente uma noite de tributo a grandes canções que todos conhecemos e sabemos mesmo cantarolar, permitindo que encham a alma, ficou o registo de um espectáculo de sucesso que terá sido repetido, estamos certos, no dia seguinte em Guimarães. Na “cidade-berço” não estivemos, mas não temos qualquer dúvida que a qualidade foi pelo menos igual à que ficou em palco no Altice Arena.

texto: Ana Cristina Augusto

Share

Copyright © 2012 LusoSaber - Todos os direitos reservados.