Maria Bethania... ou o regresso de uma Diva!
Hoje é Quarta-Feira, 22 de Novembro de 2017

Maria Bethania... ou o regresso de uma Diva!

A cantora brasileira passou pelos coliseus de Lisboa e Porto nos passados dias 21 e 22 mas também 25 de Outubro, respectivamente

MariaBethania001Falar de Maria Bethânia é desde há muito falar de alguém único, com uma carreira que fala por si, com temas que todos conhecem, uma Diva que esteve uma vez mais em Portugal no passado mês de Outubro , nos Coliseus de Lisboa (dias 21 e 21) e do Porto (dia 25). O canal de Cultura acompanhou o espectáculo do Coliseu de Lisboa onde, antes mesmo do aparecimento em palco da cantora já se ouvia o chamamento do seu público. Palavras como “Diva” e “Poderosa”, entre outros termos plenos de carinho, ecoavam num coliseu cheio perante uma artista que é muito mais do que um nome do Brasil... é, sem dúvida, um nome do Mundo!

PUB

Certo é que Maria Bethânia continua uma “Diva”, com o seu longo cabelo agora grisalho e um magnifico vestido de lantejoulas, o qual trocou a meio da noite por um corpete e saia longa. Sempre a mesma acabou naturalmente por ser a voz com que a cantora acolheu o seu público, a voz poderosa e inalterável que a caracteriza. No seu tom habitual, em muitas das músicas Maria Bethânia permite alguns versos em que faz questão de homenagear a nossa Amália.

Do alinhamento daquela noite mágica no Coliseu de Lisboa fizeram parte temas como “Olhos nos olhos” e “Cálice”, entre muitos outros que nos transportam ao êxtase pelos caminhos permitidos pela magnifica voz de Bethânia. Com 71 anos de idade e mais de 50 de carreira, a artista conquista o público com o seu jeito meigo e tímido e agradece humildemente todas as ovações que lhe dedicam. Agradece com alma e bênção vários artistas que lhe são queridos e que a influenciaram, como Nana, Vinicius, Jobim, Caetano Veloso,  Nara Leão e Jobim, entre tantos outros que merecem o seu “Saravá”!

MariaBethania003MariaBethania002

Maria Bethânia Viana Teles Veloso, cantora e compositora, nasceu na Baía em 1946. No ano de 1965 mudou-se para o Rio de Janeiro, onde começou sua carreira musical substituindo a cantora Nara Leão no espetáculo “Opinião”. No mesmo ano, assinou contrato com a gravadora RCA e lançou seu homónimo álbum de estreia.

Com mais de 26 milhões de discos vendidos em mais de 50 anos de carreira, Maria Bethânia foi eleita em 2012 pela revista Rolling Stone Brasil como a quinta maior voz da música brasileira, e a verdade é que desde então até agora, 2017, mantém a qualidade e a magia que evidenciou em mais esta passagem por Lisboa.

Do espectáculo no Coliseu da capital que acompanhámos podesmo usar os seus versos ouvidos para darmos conta do que sentimos: “que seja infinito enquanto dure…”

A memória deixada por Maria Bethânia, essa, será já certamente infinita, tal como foi afinal a noite em companhia de uma grande Senhora! Saravá Maria Bethânia!

texto: Ana Cristina Augusto

 

Share

Copyright © 2012 LusoSaber - Todos os direitos reservados.