O regime de Vladimir Putin determinou esta sexta-feira o bloqueio às redes sociais Facebook e Twitter, uma decisão da Federação Russa que surge depois da Meta, empresa que detém o Facebook, ter limitado o acesso por parte do regime russo a contas de propaganda do regime de Moscovo.

Agora, em resposta a este bloqueio global por parte dos russos, Nick Clegg, vice-presidente de assuntos globais da Meta, disse já que “milhões de russos comuns serão privados de informações confiáveis… e silenciados de falar”, isto numa altura em que chegam ao ocidente notícias de protestos em território russo contra a invasão da Ucrânia por parte da Rússia.

Entretanto, e de acordo com a agência de notícias oficial russa, TASS, também o acesso ao Twitter foi bloqueado pelas autoridades de Moscovo.

Pin It